Encanador PPR
By Esgotecnica / Encanador / 0 Comments

Reparos em tubulação de PPR: como fazer

As tubulações PPR são a evolução do encanamento para água quente. Muito popular nas instalações de água quente, este tipo de tubulação é ideal para cortar custos de instalação e agilizar e baratear reparos.

Confira um guia sobre reparo de tubos PPR feito pela Esgotecnica Encanadores.

O que é o Tubo PPR

Antes de mostrarmos como deve ser feito o reparo dos tubos de PPR, primeiro é preciso entender o que são estes tubos.

O PPR surgiu da necessidade de encontrar uma tubulação que fosse resistente, fácil de manusear e com uma excelente estanqueidade em suas junções para o uso em canos para água quente. Por ser usado em temperatura alta, esta nova tecnologia também precisa ser resistente ao calor.

A tubulação de PPR foi desenvolvida na Europa e vem ganhando o mundo, incluindo o Brasil já tem alguns anos. O material usado é polipropileno copolímero Random tipo 3, um tipo de resina plástica atóxica e de baixa condutividade térmica, A baixa condutividade térmica dispensa o uso de isolantes térmicos pós instalação.

Apesar de poder ser usado também para a água fria, ele se destaca como uma opção mais viável para tubulações mais complexas e que exige mais investimento.

O grande diferencial do PPR fica por conta da sua montagem e reparo, utilizando termofusão (fusão por calor). Este tipo de fusão dispensa o uso e colas, roscas e braçadeiras.

Os canos PPR são caracterizados por uma cor verde, muitas vezes com uma linha que índica o seu uso (Amarelo para água quente e fria e azul para água fria).

Como é feito o reparo na tubulação PPR

O reparo da tubulação PPR é feito com uma ferramenta chama de Termofusora. Ela esquenta o cano até a temperatura de fusão, onde os canos colam um ao outro de forma rápida e sem possibilidade de vazamento.

Os reparos para furos também são feitos com esta ferramenta, funcionando de forma parecida com uma pistola de cola quente. Vamos ver com mais detalhes uma emenda de cano PPR.

Para a emenda é preciso de um pedaço novo de cano PPR, e duas luvas. Vamos supor que o cano instalado está com um furo. O primeiro passo é cortar a parte com defeito para realizar a emenda.

Lembrando que por usar ferramentas quentes, é ideal realizar os reparos com o uso de luvas térmicas.

Cortando o cano

O cano precisa ser cortado com precisão. O ideal é usar a tesoura de corte para tubo PPR, geralmente vendida junto com a termofusora ou em qualquer outra casa hidráulica. Na falta da ferramenta é possível usar a serra de arco. Mas lembre-se de utilizar o esquadro para desenhar a linha do corte e não deixar nenhuma rebarba, pois isso pode impossibilitar a fusão de forma correta.

Corte a parte danificada do tubo e meça um pedaço de cano novo para ser colocado no lugar. Mas não se esqueça de considerar as luvas e o tamanho das bolsas de encaixe delas.

Ligando os canos

Os canos devem ser ligados com o uso da termofusora. Mas antes é preciso marcar na extremidade do tubo a profundidade da bolsa da conexão da luva (ou de qualquer outro tipo de conector. A marcação serve para garantir que o fim do tubo não ultrapassará o final da bolsa da conexão.

Coloque os bocais correspondentes ao tamanho dos tubos na termofusora. Ligue a ferramenta e a deixe aquecer (quando estiver pronta, uma luz verde vai se acender).

Encaixe a luva e o tubo ao mesmo tempo na termofusora e espere os segundos necessários para atingir o ponto de fusão. Tubos de 20mm possuem tempo mínimo de 5 segundos, já os de 90mm demoram pelo menos 40 segundos.

Pesquise esta tabela no site ou manual do fabricante.

Retire as duas peças do bocal e realize o encaixe da luva no cano que já estava instalado. Espere cerca de 5 a 10 minutos para garantir que a tubulação está bem fixada. Realize o mesmo processo do outro lado.

Pronto, uma emenda bem-feita, de forma rápida e segura!

Reparando pequenos furos

No caso de furos o processo é bem parecido, o que muda é o tipo de bocal usado na máquina de fusão. A máquina esquenta o furo e o reparo, depois é só colocar o reparo ainda quente no buraco e esperar alguns segundos até esfriar. Depois basta usar um alicate para cortar a sobra do remendo e está pronto o conserto do furo!

Lembrando que o cano não pode estar com água para que a termofusão seja feita de forma eficiente.

Nem sempre é possível contar com as estas ferramentas no dia a dia. Para isso a Esgotecnica está aqui para te ajudar garantir que a sua tubulação esteja sempre em excelentes condições.

Você pode entrar em contato a qualquer hora do dia para resolver qualquer emergência!