Encanador Tubulação de Cobre
By Esgotecnica / Encanador / 0 Comments

Reparos em tubulação de Cobre – Como fazer

Dicas do Encanador: Apesar da maioria das tubulações serem de PVC, ainda existem diversos equipamentos que utilizam tubos de cobre. Os sistemas de refrigeração, grandes ou não, utilizam canos de cobre para a passagem de gases. Aparelhos de ar condicionado e refrigeradores são exemplos do nosso cotidiano que dependem destas tubulações.

As tubulações de gás, muitas vezes encontradas em condomínios, também são feitas de cobre. O cobre é um material resistente e duradouro, capaz de aguentar altas pressões. As tubulações de cobra também são usadas em qualquer tipo de dispositivo que lida com temperaturas baixas ou altas.

Porém, como qualquer tipo de tubulação, há a possibilidade de vazamentos, seja por danos causados por traumas à estrutura da tubulação ou a própria corrosão do tempo.

A tubulação de cobre precisa de muito mais cuidado e atenção com vazamentos, já que eles podem apresentar muito perigo no caso de tubulação de gás e muito prejuízo no caso de gases de refrigeração.

O reparo em tubulações de cobre deve ser feito através de soldas. Este é o único jeito de “emendar” e consertar o cano. Porém, existem dois tipos diferentes de solda que vamos explorar mais para frente.

Antes de mais nada, é importante saber como identificar vazamentos em um cano de cobre. Pensando nisso, a Esgotecnica traz uma dica bem legal para determinar se há ou não o vazamento.

Como identificar vazamentos na tubulação de cobre

A tubulação de cobre na grande maioria das vezes fica diretamente exposta, portanto, é possível realizar um teste rápido com o uso de água e sabão.

O primeiro sinal de vazamento em tubulações de cobre está no cheiro de gás (quando a tubulação é de gás de cozinha), ou então na insuficiência dos equipamentos de refrigeração e ar condicionado.

Ao notar que pode haver um vazamento na tubulação de cobre, o teste mais rápido e prático a se fazer é o uso de água, sabão e uma esponja de lavar louça. Basta fazer bastante espuma e passar ao longo do cano de cobre, sele fará borbulhas nos pontos de vazamento.

Como fazer reparos em tubulações de cobre

O reparo é a parte mais difícil, já que é necessário conhecimento profissional e diversos equipamentos especializados para este tipo de trabalho.

Como dissemos, existem dois tipos principais de soldagem, a solda quente e a solda fria. A solda quente é utilizada na maioria das vezes, é mais tradicional e muito mais segura. Porém, exige equipamentos caros, conhecimento e experiência.

Já a solda fria pode ser feita com menos conhecimento técnico e mais facilidade, porém, apesar de ser confiável, não é recomendada para todos os casos. Vamos explorar os dois tipos de solda com mais detalhe e como elas são feitas.

Solda quente

Como o nome já indica, a solda quente é feita em altas temperaturas. Na verdade, as tubulações de cobre são soldadas em sua temperatura de fusão (cerca de 800º C), usando maçaricos que alcançam até 3 mil graus centigrados e o uso de varetas de solta foscoper.

São equipamentos específicos e delicados que devem ser manuseados com muito cuidado por pessoas treinadas.

De forma rápida, a solda quente é feita em etapas simples:

  • Corte da área com vazamento e de um novo pedaço de cano que será colocado no lugar.
  • Uso de luvas de cobre ou então alargador de cano para fazer um novo encaixe.
  • Os dois canos, ou o cano e a luva, devem ser aquecidos até ficarem vermelhos, entrando em um ponto de fusão.
  • É necessário colocar a vareta de foscoper na borda da soldagem para que as frestas sejam preenchidas e não tenha vazamentos futuros.
  • Espere o cobre esfriar naturalmente.

Claro, existem muitos outros processos envolvidos na soldagem da tubulação de cobre. Mas este é o básico.

Lembre-se: Nunca tente fazer a soldagem de tubos de cobre sem treinamento e equipamento necessário. Conte com uma empresa especializada como a Esgotecnica para te ajudar!

Solda fria em canos de cobre

A solda fria é feita com produtos que são capazes de colar os canos com rigidez e segurança e evitar qualquer escape de ar. Produtos de qualidade também são capazes de suportar altas pressões e temperaturas.

Sola fria deve ser sempre realizada de acordo com as recomendações dos fabricantes, mas os passos são geralmente bem parecidos. Usaremos como base as instruções das maiorias das soldas frias líquidas.

  • Lixe o cano de cobre e as luvas ou articulações onde haverá a soldagem.
  • A maioria das soldas frias pede para não limpar a área lixada com um pano, pois pode afetar a eficiência da cola.
  • Passe o produto onde haverá contato com o cobre.
  • O produto só é capaz de se tornar rígido em espaços onde não existe ar. Portanto, ele vai secar apenas onde o cano está em contato com o outro. Nas bordas o material continuará líquido e de fácil limpeza.
  • É fundamentam deixar a solda descansar pelo tempo determinado pelos fabricantes. Geralmente 3 minutos no caso das tubulações de cobre.
  • Faça um reparo/remendo por vez.

Espere pelo menos 2 horas antes de passar gás ou pressão pela tubulação.

Está com problemas na tubulação de cobre e precisa dos melhores profissionais? A Esgotecnica tem o que você precisa! Contamos com modernos métodos de detecção de vazamento, além de profissionais treinados e preparados para reparos com 100% confiança e eficiência!